Artigos

Qual o melhor tratamento para Mioma? Embolização do Mioma ou Cirurgia Interna?

De acordo com o Ministério da Saúde, o Mioma uterino acomete, em média, dois milhões de mulheres brasileiras.

Apesar de ser uma doença comum e, geralmente, assintomática, muitas pacientes sofrem de sintomas que vão de fortes dores à infertilidade. Felizmente, esse problema tem tratamentos eficazes, como a embolização ou a cirurgia. Vamos conhecer mais sobre os principais tratamentos neste artigo.

O que é o Mioma Uterino?

O Mioma Uterino são nódulos benignos que aparecem no útero de mulheres que estão em idade fértil. Esses nódulos podem aparecer sozinho ou múltiplos, em diversas localizações no órgão e de variados tamanhos.

Os miomas são comuns e podem acometer muitas mulheres sem que elas saibam, porque a maioria dos casos o nódulo é pequeno e seus sintomas são assintomáticos, sendo tratados com medicamentos.

Entretanto, em casos de nódulos com tamanhos maiores, a mulher passa a sentir alguns sintomas, como cólicas intensas e um fluxo menstrual excessivo e períodos mais longos da menstruação. Em alguns casos, inclusive, o mioma por acarretar problemas de fertilidade, dificultando que a paciente possa engravidar.

Nesses casos, o tratamento com medicamentos pode se tornar ineficiente, sendo necessário um tratamento mais intenso, como embolia ou cirurgia, devido suas complicações. Segundo o ministério da Saúde, cerca de 300 mil mulheres por ano acabam por precisar retirar o útero em consequência da doença.

Nem todo caso é preciso chegar a esse extremo, a doença tem tratamentos, tanto para nódulos pequenos, pelo uso de medicamentos, quanto para os maiores, por meio das intervenções, que devem ser indicadas por um médico, dependendo de cada caso.

Os principais tratamentos do Mioma uterino

Na maior parte dos casos de Mioma Uterino, nos quais as mulheres não apresentam sintomas, ou eles são leves, a medicação costuma ser o tratamento mais indicado pela sua capacidade de inibir o crescimento do nódulo e controlar o sangramento menstrual excessivo.

Entretanto, mesmo nesses casos, é importante que seja feito um acompanhamento periódico com seu médico de confiança para observar se o mioma não aumenta.

Nesses casos, em que o Mioma Uterino não responde como o esperado através de medicamentos, os tratamentos indicados podem ser a Embolização do Mioma ou a Cirurgia Uterina.

Esses casos são indicados apenas em casos em que a mulher apresenta muitas dores e intensa menstruação e não responde aos remédios, e devem ter o acompanhamento médico, pois cada um desses tratamentos tem seus prós e contras, que veremos adiante.

Embolização do Mioma

Nos casos em que o medicamento não apresenta eficácia no tratamento contra o Mioma Uterino, a Embolização do Mioma pode ser uma alternativa na batalha.

Esse tipo de tratamento baseia-se em uma técnica menos invasiva que a cirurgia uterina, e seu procedimento consiste na interrupção do fluxo sanguíneo aos miomas através de uma injeção de partículas, por meio de um cateter fino, inserido na região da virilha da paciente. Essas partículas, que se assemelham a pequenas bolinhas, obstruem a irrigação do sangue, provocando, consequentemente, a regressão do tamanho dos miomas, amenizando os sintomas.

Além de ser menos invasiva e com baixíssimos índices de complicações, o tratamento através da Embolização do Mioma substitui tratamentos como a retirada de todo o útero.

Esse tipo de procedimento é mais indicado para casos em que a paciente apresenta múltiplos nódulos ou em casos em que a retirada dos nódulos é muito complexa e pode gerar complicações, mas a paciente ainda tem o desejo de engravidar, pois esse tratamento preserva o útero.

Entretanto, no caso desse tipo de cirurgia, em que são retirados os miomas, ela pode não ser definitiva, havendo a possibilidade dos nódulos voltarem a surgir no útero anos após a cirurgia.

Cirurgia Uterina

Em casos de cirurgias mais simples, em que ocorre a retirada dos miomas, preservando o útero, há a desvantagem de os nódulos ressurgirem anos após o procedimento. Nesses casos, pode ocorrer de o médico indicar uma Cirurgia Uterina, que consiste na retirada do útero.

Ao retirar o órgão, existe a certeza de que não haverá mais os miomas, entretanto, esse tipo de tratamento, por ser muito invasivo e irreversível, não é recomendado a todas as mulheres. É necessário que apresente alguns fatores, como:

  • Crescimento rápido da massa pélvica;
  • Recorrente sangramento uterino;
  • Dores intensas e persistentes, extremamente intoleráveis;
  • Aumento do útero a ponto de causar comprimento a outros órgãos próximos;
  • Infertilidade;
  • Regulares abortos espontâneos;
  • Término da idade fértil;
  • Vontade de um tratamento definitivo por parte da paciente.

É importante ressaltar que nesse tipo de procedimento, apesar de ser uma solução efetiva, deve estar claro à paciente que não há como reverter a cirurgia em caso de desejar uma gestação, por isso, deve ser conversado com o médico de confiança antes de decidir pela Cirurgia Uterina.

Afinal, qual a melhor opção de tratamento?

Não há uma resposta definitiva a essa pergunta, cada caso deve ser analisado e conversado entre médico e paciente para decidir pelo melhor procedimento.

Cada um tem prós e contras e a decisão deve ser decidida dependendo dos sintomas, da análise clínica do caso e do desejo da paciente.

Por isso, visite um médico, conheça seu caso e defina o melhor tratamento.

Cirurgia Vascular e Endovascular
Doutorado e Pós-doutorado USP
MBA - University of Pittsburgh / Katz
Pós-graduação em Liderança - Harvard Medical School

Atendimento

Além do atendimento particular, atendemos aos clientes de Planos de Saúde no formato Credenciado e também de Livre Escolha, que é uma nova forma fácil e prática para você ser atendido sem burocracia. Experimente!

Credenciado

Livre escolha: Fácil e Prático

Consulta Online

Consulta por video-chamada. Saiba como funciona:

Agende um horário pelo site, telefone ou whatsapp e efetue o pagamento da consulta

Na data e horário agendado você receberá o link da Saudevianet via e-mail ou Whatsapp

Ao final do atendimento você receberá via e-mail as prescrições, receitas e atestados

Consulta com direito a retorno online ou presencial no período de 30 dias

Localização

Av. República do Líbano, 314, Jd Paulista - SP

Ver mapa

Entre em contato

(11) 3168-0609 / 3078-1530 / 3078-4476

(11) 98161-4443

Concierge: (11) 91065-1958

Referência no tratamento de doenças vasculares de alta complexidade.

Os Tratamentos

© Grupo Endovascular - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Glogs - Agência Digital