Artigos

Infográfico: 10 Principais sintomas das Varizes Pélvicas

dez-principais-sintomas-das-varizes-pelvicas

Apesar de não gerar sintomas em muitas mulheres, as varizes pélvicas, podem se tornar um tormento na vida de mulheres que sofrem desse problema vascular que pode levar a dor pélvica crônica, dor pélvica de forte intensidade no período menstrual, e inclusive dor nas relações sexuais.

Por isso, é importante conhecer seus sintomas e ficar atenta, para, caso note algum deles, procurar o tratamento mais adequado.

O que são Varizes Pélvicas?

As Varizes Pélvicas, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) cerca de 35% das mulheres com mais de 20 anos tem algum problema venoso, e as varizes pélvicas são o segundo problema venoso que mais acomete as brasileiras, atingindo cerca de 10 a 15% dessa parcela da população.

Essa doença trata-se de uma dilatação das veias que circundam os órgãos pélvicos, como o útero, os ovários e as trompas, e dificultam o retorno do fluxo sanguíneo ao coração.

Suas causas não são claras, mas há alguns fatores, como hereditariedade, distúrbio hormonal e gravidez, que podem favorecer seu aparecimento. Hoje em dia, com a melhoria dos métodos diagnósticos conseguimos identificar causas como refluxo na veia ovariana, compressão na Veia Renal (Síndrome de Nutcracker) e compressão da Veia Ilíaca esquerda (Síndrome de May-thurner ou Cockett).

Possuir Varizes Pélvicas requer um acompanhamento, apesar de geralmente não serem perigosas como fonte de trombose, entretanto, seus sintomas são extremamente desconfortáveis, como veremos a seguir.

dez principais sintomas das varizes pelvicas

Principais sintomas

Algumas mulheres não apresentam sintomas acarretados da presença de Varizes Pélvicas, entretanto, há alguns sinais que são importantes conhecer caso esteja sentindo algum deles:

1. Dor durante ou após a relação sexual

Esse é um dos sintomas mais comuns no caso de a mulher ter Varizes Pélvicas, entretanto, por ser muito subjetivo, é um sintoma que pode estar presente em outros problemas ginecológicos. É necessário realizar uma profunda análise e trabalho de pesquisa antes de ser diagnosticada com esse problema. Outras causas de dor na relação (dispareunia) são endometriose, miomatose uterina e vaginismo, entre outras. A dor decorrente das varizes pélvicas é geralmente presente do meio para o final do ato sexual, durante o orgasmo ou até mesmo depois da relação.

Caso esteja sentindo algum tipo de dor ou desconforto durante ou após a relação sexual, procure um médico e agende sua consulta, pois apenas um especialista é capaz de definir a causa.

2. Dores intensas na região pélvica ou no baixo abdômen

As dores relacionadas às Varizes Pélvicas são semelhantes às de uma cólica, porém em grande intensidade, difícil de suportar e que são mais intensas quando a mulher está próxima do início do seu ciclo menstrual.

3. Inchaço

Por conta da dilatação das veias internas adjacentes aos órgãos da região pélvica, as veias externas, por influência dessa inflamação, podem apresentar inchaço nas regiões da vulva, raiz das coxas e nádegas.

4. Varizes visíveis na região genital, das pernas e nádegas

Assim como ocorre no caso do inchaço, é possível que a dilatação das veias internas acabe por influenciar esse mesmo problema nas veias externas da região, tornando as varizes nas genitálias, nas pernas e nas nádegas mais aparentes.

É comum, em casos desse tipo, que a mulher que sofre de Varizes Pélvicas já tenha realizado tratamento para as varizes das pernas. Sempre que um paciente apresentar uma recidiva de varizes, devemos pensar na possibilidade das varizes pélvicas.

5. Incontinência urinária

Por conta da dilatação das veias na região pélvica, é possível que chegue a um tamanho que passe a pressionar demais órgãos da região como a bexiga, resultando em uma urgência urinária.

6. Aumento da menstruação

Uma característica pouco comum, mas que pode surgir é um aumento significativo do fluxo sanguíneo durante o período menstrual, que destoa do usual.

Caso note essa alteração em seu fluxo, é importante procurar um médico e realizar um acompanhamento para entender o que acarretou essa alteração.

7. Sensação de peso na região íntima

Por conta da dilatação que ocorre das veias, é possível que a mulher que apresenta quadro de Varizes Pélvicas sinta uma espécie de peso na região da pelve, como se estivesse mais pesado do que o normal.

8. Distúrbios hormonais e de fertilidade

Esse sintoma é um pouco mais difícil de notar sem um acompanhamento médico, mas podem ocorrer alterações corporais que são decorrentes de mudanças hormonais ou a dificuldade para engravidar.

Há diversas razões para transformações hormonais e infertilidade, mas ao realizar uma análise para o diagnóstico, pode ser pesquisada a presença de Varizes Pélvicas.

9. Piora na sensação de peso após ficar muito tempo em pé

A sensação de peso na região do baixo abdómen que muitas mulheres que possuem Varizes Pélvicas sentem pode passar despercebida em posições relaxadas, mas que se acentua a ponto de ser notada e sentida após algum tempo em pé.

10. Dores após realizar exercícios físicos

As dores semelhantes a cólicas podem ser menos acentuadas para algumas mulheres, mas que, após a realização de atividades físicas, podem surgir de forma intensa.

marque sua consulta

O que posso fazer para resolver?

Após todos esses sintomas, principalmente os que relatam dores fortes serem apresentados, é importante informarmos que, felizmente, as Varizes Pélvicas possuem tratamento, que pode ir de medicação oral a cirurgias.

No passado, cirurgias abertas foram realizadas em pacientes com resultados duvidosos. Hoje em dia, técnicas menos invasivas como as endovasculares apresentam excelentes resultados. As embolizações são feitas por um cateter inserido em uma pequena veia no braço ou na virilha, e após identificar os vasos alterados, é realizada a obstrução das varizes com molas e esclerose das veias doentes com polidocanol (espuma), resolvendo a maior parte dos sintomas.

Em situações específicas, seu médico pode diagnosticar uma compressão Vascular. Os nomes dessas patologias são conhecidos como compressão na Veia Renal (Síndrome de Nutcracker) e compressão da Veia Ilíaca esquerda (Síndrome de May-thurner ou Cockett). Essas compressões não são muito comuns, mas que podem indicar um tratamento com implante de Stent Vascular. O implante de stent também é endovascular, isto é, realizado por um diminuto furo na virilha, resolvendo a compressão Venosa.

Entretanto, essas são soluções para caso a mulher já possua o problema venoso. Mesmo sem clareza para indicar exatamente as causas da doença, sabe-se quais fatores podem colaborar para seu surgimento e a melhor forma de tratar é se prevenindo.

Algumas medidas de prevenção são caminhar e evitar ficar muito tempo na mesma posição, para melhorar a circulação sanguínea; evitar banhos muito quentes; se estiver grávida, usar meia elástica durante o dia, e ao dormir, virar de lado para diminuir a pressão do útero na veia responsável por levar o sangue ao coração; e evite fumar ou beber excessivamente.

Mas, principalmente, manter seus exames em dia, é a melhor forma de manter-se saudável. Cuide-se, agende uma consulta.

Cirurgia Vascular e Endovascular
Doutorado e Pós-doutorado USP
MBA - University of Pittsburgh / Katz
Pós-graduação em Liderança - Harvard Medical School

Atendimento

Além do atendimento particular, atendemos aos clientes de Planos de Saúde no formato Credenciado e também de Livre Escolha, que é uma nova forma fácil e prática para você ser atendido sem burocracia. Experimente!
Credenciado
Livre escolha: Fácil e Prático

Consulta Online

Consulta por video-chamada. Saiba como funciona:
Agende um horário pelo site, telefone ou whatsapp e efetue o pagamento da consulta
Na data e horário agendado você receberá o link da Saudevianet via e-mail ou Whatsapp
Ao final do atendimento você receberá via e-mail as prescrições, receitas e atestados
Consulta com direito a retorno online ou presencial no período de 30 dias

Localização

Av. República do Líbano, 314, Jd Paulista - SP

Ver mapa

Rua dona Adma Jafet, 74 - Cj. 64, Bela vista

Entre em contato

(11) 3168-0609 / 3078-1530 / 3078-4476

(11) 98161-4443

Concierge: (11) 91065-1958

Referência no tratamento de doenças vasculares de alta complexidade.

Os Tratamentos

© Grupo Endovascular - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Glogs - Agência Digital